12038098_1042744169110333_8311579827344816075_n

Por Karla AgreSilva

Salve Maria de Araújo
De quem roubaram o túmulo e a memória
Salve Simoa
Sepultada nos escombros de uma história laureada
Salve as negras nordestinas
De um Ceará que nos nega a existência
Quantas mais esconderam de mim?
Quero avisar que de nada adiantou
Nos cemitérios da história
Eu aprendi a farejar
O raio de Iansã será farol pra me guiar
Minha voz é trovão
Que precede tempestades
Faz soar mil ecos em um só grito
Arrasando os vermes da esperteza vil
Mas você,
contido em sua linearidade oposta ao circulo que me conduz,
é muito pouco pra entender, pra sentir, pra saber.
Você me insulta do verbo impróprio ao silencio indevido
Sua porta fechada não vai me deter
Não vai me impedir de te fazer compreender
Que sou Atlântica, Terreiro, Ilê
Terra Mãe que te pariu pra me enjeitar
Pra onde tua carcaça, asco e poeira
Um dia certamente irá voltar
Pois não deixo dormir àqueles que me devem
CORvicção de minha condição
Consciência negra revertida em ação

Negras Mulheres de ontem, de hoje e do amanhã juntas na MARCHA DAS MULHERES NEGRAS 2015

Anúncios

1 comentário

  1. Salve mulheres incríveis. Somos todas mulheres guerreiras, mas vocês contam mais a história, a história da dor, a história da persistência, a história de teimar em viver, em superar. Salve mulheres negras de todo Brasil, salve as mulheres nordestinas de todo Brasil, salve mulheres incríveis do mundo todo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s